RESUMO DO XIV SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE HTLV NO BRASIL

O Simpósio aconteceu na linda Cidade de Belém do Pará, nos dias 27, 28 e 29/08/2018. Podemos dizer que foi o melhor Simpósio de todos os tempos, em todos os sentidos! Estavam presentes os melhores e mais renomados pesquisadores nacionais e internacionais.

Parabéns à organização do Simpósio, ao Dr. Ricardo Ishak e Dr. Antonio Vallinoto! Nossos sinceros agradecimentos.

Foram apresentadas novas pesquisas internacionais, sobre medicamentos que possam controlar o avanço da HAM/TSP; estudos sobre a epidemiologia em vários Estados do Brasil; manifestações clínicas e “tratamentos” para o paciente de HTLV-1; especificidades dos exames para diagnóstico do HTLV e, muito discutidas, as formas de prevenção e controle da infecção sexualmente transmissível.

Tivemos a nossa videoconferência no dia 27, com a participação da equipe do Departamento de IST/AIDS e Hepatites Virais, em Brasília, com a presença da Diretora Dra. Adele Schwartz Benzaken  que conversou com representantes dos Estados: Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, São Paulo e nós no Pará. Postaremos a ATA da videoconferência em breve, onde estão discriminadas todas as propostas que foram discutidas e as providências que já começaram a ser tomadas.

Enfim, tivemos alguns contratempos, mas o sucesso foi garantido!!

Tem coisas que são impossíveis de esquecer, principalmente quando se trata de ingratidão. O grupo Vitamóre está alcançando seu objetivo principal com muito trabalho, persistência e articulação política. Coisas que ainda não podem ser visíveis, só após a concretização. Então veremos muitas “bocas se calarem”, após proferirem impropérios sobre nós.

Lutamos para que o HTLV seja erradicado!

O caminho para a vitória é longo e árduo, mas não é impossível, basta querer fazer acontecer!

 

“Somos responsáveis não só pelo que fazemos, mas também pelo que deixamos de fazer” (Molliere)

This entry was posted in Cientifico, Comunicado, Eventos, Informativo. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *